Roteiros

Roteiro do Iniciante na Bastter.com

Seja bem-vindo ao site. O objetivo principal deste roteiro é ensinar para as pessoas os primeiros passos nos investimentos disponíveis para pessoa física e ajudá-las a estudar essas modalidades para que possam, de maneira simples, investir com qualidade e dedicar seu tempo livre para o que realmente importa na vida.

A maioria de nós cresceu ouvindo frases como “Quem poupa não aproveita a vida”, “fulano perdeu tudo em ações”, “é preciso ser rico para investir”, “agora é a hora da renda fixa”, “para que vou guardar dinheiro se vou morrer e não levar nada” e muitas outras similares.

Por isso, os pilares do site estão resumidos no vídeo Filosofia Bastter de Acumular Patrimônio e no livro A Filosofia Bastter.com. Assista ao vídeo completo ou sua versão resumida para entender que é possível viver melhor através da educação financeira e que a riqueza só vem através de:

- Estudo;

- Trabalho;

- Poupança: Acumular em VALOR;

- Tempo em investimentos de VALOR


Vídeo resumido




Vídeo completo

AFASTE-SE DA MANADA!

A manada entra nos investimentos achando que foram criados simplesmente para colocar dinheiro no bolso de amadores. Esta grande maioria acha que o jeito de ganhar esse dinheiro fácil é adivinhando o futuro.

A grande maioria perde na bolsa. Se você faz a mesma coisa que a grande maioria faz e fala a mesma coisa que a maioria fala porque seu resultado vai ser diferente?

Investimentos principalmente a bolsa de valores foram criados para remunerar capital. E o único jeito de conseguir capital é através do trabalho!

Em todo investimento, os retornos correspondem aos riscos. Quando você vai atrás de dinheiro fácil em grande quantidade, o risco também será IMENSO. Por isso a maioria perde e nunca consegue ACUMULAR PATRIMÔNIO.

Afaste-se da manada, pare de olhar notícias e aprenda a estudar por si próprio e entender o que é investir em VALOR.

Pare de girar seus investimentos!

Dívidas?

Não existe nada PIOR do que as dívidas. Enquanto o juro composto age positivamente, ele é a chave para acúmulo de patrimônio no longo prazo, as dívidas também seguem juros compostos mas contra você.

Uma dívida nada mais é do que "aluguel" do dinheiro: Você paga por alugar o dinheiro de alguém para comprar algo.

Além de aumentarem como uma bola de neve, as dívidas são a causa de conflitos emocionais inclusive com familiares. O que ensinamos aqui é ter tranquilidade financeira para CUIDAR DA SUA FAMÍLIA e viver melhor.

Por isso, é totalmente improdutivo investir com dívidas. Isso inclui não apenas boletos e prestações, mas também financiamentos de imóveis e carros. Todas essas modalidades agem com juros compostos contra você.

Tem dívidas? Agora que sabe como são destrutivas financeiramente e emocionalmente, pague-as. A única exceção que você pode fazer antes de começar a pagá-las é montar a sua reserva de emergência, conforme explicado abaixo.

Manual sobre dívidas, financiamentos e empréstimos

Reserva de emergência

Antes de iniciar qualquer investimento é IMPRESCINDÍVEL que você tenha uma reserva de emergência. Nesta reserva você deve ter uma quantia suficiente para cobrir imprevistos da sua vida.

A característica principal da reserva de emergência é que ela deve ter LIQUIDEZ IMEDIATA. Caso precise de dinheiro em uma emergência durante um feriado com o mercado fechado, ela estará lá, ou seja você precisa de um ativo que permite o saque a qualquer momento. Para isso a poupança é suficiente.

Quanto?

O valor depende da sua situação de vida e gastos. Uma boa medida é ter no mínimo 3 meses de suas despesas mensais médias na reserva. Quanto mais incerta for a sua renda maior deve ser a reserva.

Manual: Reserva de Emergência (RE)

Quero ser rico!

NADA determina mais seu enriquecimento do que o quanto você poupa por mês. E isto se dá através dos juros compostos.

O jeito mais simples de investir aproveitando-se dos juros compostos é separar uma parte da sua renda e fazer um aporte mensal em um investimento. 



Entendendo isso você deixa de correr atrás de investimentos milagrosos ou indicações de analistas e “traders” profissionais que só fazem com que você fique girando patrimônio a vida toda e enriquecendo corretoras, bancos e intermediários.

Qual melhor investimento?

O melhor investimento é aquele que você entende e consegue ter sem tirar a sua tranquilidade ou seu sono.

Não existe um único melhor investimento no mundo, caso contrário todo mercado seria apenas este investimento. O que existe são diversos ativos e modalidades de investimento, aqui vamos estudar àqueles que dão condições ao pequeno investidor pessoa física de acumular patrimônio.

Qual investimento rende mais?

A pior maneira de escolher um investimento é pela rentabilidade. Todo ano aparecem notícias como “a poupança perde para inflação, agora é a hora do tesouro!”, “a bolsa foi o melhor investimento do ano”, etc. Estes conceitos tão distorcidos só servem para fazer você girar patrimônio e sustentar bancos, corretoras e intermediários.

Patrimônio não se gira. Patrimônio se acumula.

E se acumula em valor.  

No mercado financeiro os retornos correspondem aos riscos. Se você acha algum investimento milagroso rendendo muito mais que a média, é porque os riscos são muito maiores.








TAXA NÃO GANHA DE TEMPO! TAXA NÃO GANHA DE TEMPO!

O que te enriquece é aporte, tempo e  valor. Enquanto a taxa multiplica, o tempo é exponencial no enriquecimento.

Manual: Rentabilidade

Diversificação



É impossível prever o futuro. Ao ser humano, não foi dado o dom de prever o futuro.

Ao contrário do que é divulgado por aí, a diversificação não reduz seus retornos. Ela reduz suas PERDAS.

O pequeno investidor deve procurar diversificar bastante entre as modalidades de investimentos disponíveis porque se algo der errado com um único tipo de ativo, você ainda terá os outros.

Áreas do site

Clicando nas áreas e indo para as seções, temos o aspecto geral delas. Começaremos pela Área do Iniciante:






Descendo a página você encontra o FAQ:



No FAQ da seção você encontra as perguntas mais frequentes respondidas e também as orientações básicas para achar o conteúdo no site. Cada seção tem seu FAQ e também tem o SuperFaq que pesquisa no site todo. 

No mural da seção é possível pesquisar o conteúdo já discutido. Portanto se sua dúvida não está no FAQ você pode achar a resposta em alguma discussão anterior:




Caso não tenha achado a resposta é só criar um tópico neste espaço para iniciantes.

Após ter tirado suas dúvidas iniciais, veja também as outras áreas do site para aprendizado. Para um iniciante na bolsa, sugerimos começar pelos investimentos mais simples e ir estudando os FAQs e discussões.

Renda Fixa



A renda fixa é uma alternativa de investimento com diversas opções para os investidores. Em geral, trata-se de um empréstimo feito a uma instituição seja ela ONREVOG (Tesouro Direto) ou privada (CDBs, debêntures, LCI, LCA, etc) onde você sabe no momento do investimento as condições de remuneração para este capital e o prazo para resgate. 

Você passa a ser o credor destas instituições e tem a posse de um título ou "direito" que lhe garente as condições acertadas no momento da compra, por isso o termo "renda fixa". 

Para estudar veja a Área de Renda Fixa e os chats feitos tirando as dúvidas dos usuários.

Como buscamos ficar o maior tempo possível em investimentos de valor (lembrando da fórmula de juros compostos, o tempo é exponencial), o Tesouro Direto atualmente oferece os títulos com maior prazo de vencimento.

É importante frisar que o menor risco na renda fixa (menor até mesmo que a poupança) é no Tesouro Direto e que todo título privado deverá oferecer um retorno maior que este.

Não existe retorno sem riscos.

A diferença é que os títulos privados vencem em poucos anos, gerando pagamento de IR e menor juros compostos ao longo dos anos enquanto o Tesouro possui títulos com longo vencimento.

Manual: Renda fixa, taxas, títulos e o FGC

Bolsa



Uma ilusão comum é achar que o único jeito de ganhar dinheiro com ações é comprando a 1x e vendendo a 2x, 3x, etc. Isto NÃO É VERDADE.

Apesar de ser possível fazer os famosos trades, quem sobrevive na bolsa tem a maior parte do patrimônio como sócio de boas empresas.

As bolsas de valores surgiram como uma necessidade das empresas de conseguir financiamento para suas atividades através da venda de parte do capital para investidores que se tornam SÓCIOS.

Tornar-se sócio de uma empresa é como ter parte em um negócio: Nas suas devidas proporções, você recebe os resultados das empresas.

Se a empresa consegue obter lucros consistentes você terá seu capital remunerado seja através do pagamento (payout) de dividendos, juros sobre capital próprio e outras formas ou da valorização no LONGO PRAZO da empresa.

É importante entender que a remuneração dos acionistas é CONSEQUÊNCIA de uma empresa ser boa e consistente. Algumas empresas distribuem muito dinheiro por um tempo a custa de endividamento, desinvestimentos e venda de ativos, e as pessoas acham que vão ficar ricas.

Quando a conta fecha, esse tipo de empresa perde todo poder de geração de caixa e deixa os acionistas na mão. Por isso devemos procurar ser sócios de boas empresas com lucros consistentes e o retorno será consequência disso.

Manual: Ações, o que são?
Manual: Dividendos

Preço de Compra - Cotação



Vamos supor que você virou sócio de uma padaria. Esta padaria atende bem os clientes, têm dívida equilibrada ou inexistente, e a cada ano seus lucros aumentam de forma saudável trazendo mais resultados para você.

Você liga todo dia para algum negociante para perguntar quanto ela vale?

Você vai em outras padarias todo dia perguntar por quanto elas seriam vendidas?


Se descobre que o preço da sua padaria é menor do que no dia/mês/ano anterior, mesmo ela te dando lucros e tendo valor, você vende ela ?

Como você deve ter pensado a resposta é: NÃO!

Então por que você faz isso com ações? Por que ficar olhando todo dia se sobe ou cai?

Renda variável varia. E no curto prazo (menos de 15 anos) vai variar para todos lados e aleatoriamente, não adianta ficar procurando respostas para isso.



Por isso esqueça de uma vez por toda preços e cotações e foque em se tornar sócios de empresas com VALOR.

Manual: Preço de compra
Manual: Sócio
Manual: Acompanhar a bolsa de valores vai te empobrecer!

Empresas

Empresas boas tendem a continuar boas, empresas ruins tendem a continuar ruins. Eventualmente uma ou outra melhora, mas o problema é a obsessão em achar a próxima “turnaround”.

Com os quadros das ações fica muito fácil estudar as empresas e descartar as que não prestam logo de cara. Veja o exemplo de uma empresa com lucros consistentes e que tem trazido retorno aos sócios ao longo dos anos:





Agora veja o exemplo de uma empresa que apesar da histeria na mídia alguns anos atrás porque pagava muitos dividendos, está afundada em prejuízos e não traz retorno ao sócio:

 


Utilizando lucros consistentes como primeiro critério é fácil achar as empresas que são viáveis para estudo.



No site também encontramos as empresas que os usuários votaram e consideram viáveis




Dentro dos murais também é possível encontrar vídeos feitos pelos moderadores estudando os balanços das empresas




E após os balanços alguns vídeos mais curtos com a opinião do Bastter


Dos murais das empresas surgem discussões muito enriquecedoras:



E caso queira se aprofundar mais, tem as seções de notas e comentários feitas pelos usuários nos murais:

 


Outra forma de se aprofundar é olhando os releases e webcasts que são postados nos murais:

 

Categorias de Ações: ON X PN

As ações possuem classes diferentes: ON e PN. As Ordinárias Nominativas (ON) conferem direito a VOTO em assembléia de acionistas. Portanto, você possui os mesmos direitos dos DONOS das empresas.

Já as Preferenciais (PN) não possuem direito a voto em assembléias e em alguns poucos casos conferem direito a dividendo maior ou prioridade em receber recursos no caso de liquidação judicial de uma empresa.

 As ON possuem final 3. Ex: PETR3. 

As PN possuem final 4. Ex: PETR4.

Para se tornar sócio das empresas, o único meio é comprar ações com final 3 - ON e ter o mesmo tipo de ação dos donos.

Manual: ON ou PN?

Fundos Imobiliários (FII)



Os Fundos de Investimento Imobiliário (ou FIIs) são condomínios fechados com cotas negociadas em bolsa de valores e que investem no mercado imobiliário.

A maioria dos FII's compra imóveis como escritórios comerciais, galpões de logística e alugam a empresas. Outros fundos também investem em CRIs e LCIs que são investimentos atrelados ao setor imobiliário.

O objetivo desses fundos é captar recursos dos investidores para investir no mercado imobiliário e auferir renda. Por lei, 95% dos resultados tem que ser distribuídos aos cotistas e na prática a maioria dos fundos distribui proventos mensalmente.

Por terem algumas vantagens como isenção de imposto de renda nos rendimentos para pessoa física nos maiores fundos e ser um mercado dominado por pequenos investidores, é uma opção de diversificação acessível para ser feito Buy&Hold.

Assim como nas ações, as páginas dos FIIs possuem avaliações pelos usuários e um mural para discussão:





Mural do HGRE


Participe das discussões na área de FIIs e Imóveis.

Investimentos no Exterior




O site também tem uma área completa de investimentos no exterior, incluindo mais de 5000 empresas com quadros informativos:



Mural da Nike

Além de stocks, também estão cadastrados diversos REITs que investem em imóveis. Na área de Investimentos no Exterior também é ensinado como abrir contas em corretoras estrangeiras, como funciona  a declaração de imposto de renda conforme os países e como enviar dinheiro para o exterior para fazer os aportes.

Participe das discussões na área Investimentos no Exterior para aprender a investir fora do país.

Imposto de Renda

Veja o roteiro do iniciante no imposto de renda antes de começar a investir.

GERENCIANDO SEU PATRIMÔNIO - Como investir?

Tendo estudado o básico dos investimentos é possível montar sua carteira de ativos no Bastter System.



O Bastter System é uma ferramenta que ajuda na gestão do patrimônio (Acompanhamento e Imposto de renda). Nele você insere os ativos que deseja ter, coloca um percentual objetivo e uma vez por mês com o dinheiro do seu aporte investe no ativo que está com maior diferença entre a quantidade que tem e o objetivo.

1 - Coloque todos seus investimentos no Bastter System, mesmo os que ainda não tem, mas planeja ter.

2 - Estabeleça objetivos percentuais

3 - Uma vez por mês pegue todo o dinheiro novo (inclusive dividendos) e compre um ativo, no máximo dois, que o Bastter System mandar. (Se o Bastter System mandar comprar mais de um ativo, ou vários, compre qualquer um, tanto faz).

4 - Os ajustes são sempre feitos na compra. Nunca venda nada para ajustar ou perseguir os objetivos.

5 – Coloque de quarentena o que considera que não tem mais valor. Só saia se após um bom tempo de análise considerar realmente que não tem valor, ainda assim saia devagar em partes, e acrescente o dinheiro da venda a compra mensal.

6 – Se necessário, mas com muita parcimônia, reavalie seus ativos e os objetivos percentuais anualmente, de preferência em abril, após os balanços anuais.



FAQ do Bastter System, explicando diversas operações

APRENDIZADO

Clique no manual abaixo para começar a apender sobre o site e as áreas




A maior parte do aprendizado do site está nas seções do site, nos murais das ações, FIIs, stocks. Portanto, siga o mural das empresas, FIIs e Stocks que está estudando, das mais vistas e comentadas mesmo que não deseje ser sócio, pois estará aprendendo com as discussões.

 

CHAT AO VIVO

Os moderadores fazem chats ao vivo abertos para todos tirarem suas dúvidas e aprender sobre os investimentos, de acordo com a programação abaixo.

Na hora do chat, é exibido um banner no site avisando que o chat está ligado. Participe dos chats e aprenda com a nossa comunidade.
Consulte a programação

COMUNIDADE

Acesse a seção Assuntos Gerais para bate papo geral e discussões com a comunidade, além de ver a divulgação das novidades.

Depoimento dos usuários

CADASTRO

Ao se cadastrar, além do acesso ao Bastter System e outros arquivos no site, você ganha o livro "O Click da Riqueza" onde desmistificamos diversos bullshits financeiros após anos de troca de experiências no site. Antes de começar a estudar o site, é essencial que você leia este livro!

BASTTER BLUE

Tornando-se Bastter Blue você tem acesso a mais de 4000 vídeos e chats gravados pelos moderadores de cada área do site, centenas de dúvidas sanadas e também acesso aos dados completos das empresas, FIIs, Stocks, entre inúmeros de outras áreas exclusivas.

As ferramentas do site são desenvolvidas e evoluídas sempre para facilitar o acompanhamento dos investimentos e ajudar a ter tranquilidade financeira. Com acesso às áreas exclusivas fica mais fácil e ágil estudar.

Além disso os moderadores constantemente publicam conteúdos como os 10 livros digitais disponíveis para os assinantes:

https://bastter.com/Mercado/Loja/LivrosDigitais.aspx

Ou através deste Link - Vídeos gratuitos para assinantes

Para conhecer as condições de assinatura, clique aqui:

Para ter uma ideia do que os assinantes tem acesso, veja as páginas:

Ações: Ambev
FIIs:  CSHG Real Estate
Stocks: Nike


Os assinantes também podem fazer perguntas diretamente aos moderadores, e podem escolher que a conversa seja privada:




 
E após a montagem de carteiras no Bastter System, podem solicitar comentário da carteira para receber ajuda nos estudos.

SUPORTE

Caso você encontre algum problema no site ou queira sugerir mudanças, entre em contato através do Suporte

Quando começar a investir?

As chances de você prever o futuro são mínimas, então a hora que você vai escolher para entrar no mercado não fará diferença, o que faz diferença é começar e colocar os juros compostos em movimento. 


O melhor momento de entrar é sempre AGORA, pois o que enriquece é aporte, tempo e valor. Se tem TEMPO na variável, quanto antes melhor, como vimos acima as taxas apenas multiplicam e o tempo é exponencial no acúmulo de patrimônio.
Quanto mais meses "líquido" esperando oportunidade, mais perde para quem investiu e deixou o tempo agir
 
O que fará diferença é o quanto você estudou e se familiarizou com aquilo que você pensa em investir. Achar que está perdendo rentabilidade por não estar investindo em renda variável somente trará angustia pra você e te fará correr riscos desnecessários. Não se esqueça: "Rentabilidade é a máquina de triturar sardinha"


Você decidiu investir e ser sócio de ativos de valor, ótimo! Estude os materiais, acompanhe o mural dos ativos e as discussões. Deixe o tempo passar e foque no que você pode controlar: seu aporte, sua formação, quais ativos investe (valor), sua saúde e sua família!

Diversos Manuais exclusivo Bastter Blue

Ir para os Manuais

Livre-se de Ideias que te Fazem Perder Dinheiro.

Download Grátis

Tranquilidade Financeira, Saúde e Paz

Download Grátis

Pequeno Manual Bastter.com

Bem-vindo ao Pequeno Manual On-line Bastter.com!

O intuito desse curso interativo é compilar as informações oferecidas no Pequeno Manual Bastter.com, disponibilizado gratuitamente no portal. Além de complementar as explicações com vídeos e tópicos relacionados aos assuntos, facilitando ainda mais a aprendizagem da filosofia Bastter.com. Não tem mais desculpa para continuar sardinha! Tudo isso numa plataforma interativa e completamente individual, onde cada estudante possa aprender no seu ritmo.

Primeira vez aqui?

  • Toda a navegação pelo curso é feita pelas abas abaixo
  • A aba Apresentação ilustra os 10 mandamentos da filosofia Bastter.com, decore-os.
  • O conteúdo do curso é dividido em capítulos como ilustrado ao lado, enumerados de I a XII, clique na aba de cada capítulo para abrir o respectivo conteúdo.
  • É indicado seguir a sequência disposta, para melhor entendimento, assim como sugere-se que sejam visto os vídeos, estudados os tópicos listados e completos todos exercícios antes de passar para o próximo capítulo.
  • Caso não tenha costume com os termos usados no portal da Bastter.com dá uma olhada nosso glossário em [LINK]
  • Para dúvidas e sugestões favor postá-las no nosso fórum.
  • Nos acompanhe nas redes sociais para estar sempre ligado nos ensinamentos Bastter.com, links abaixo.

Clique aqui para fazer o download do Pequeno Manual Bastter.com em PDF.

Siga nas redes sociais

Filosofia Bastter.com

A Filosofia Bastter.com pode simplificadamente resumida pelas seguintes premissas:

  1. Patrimônio não se gira, patrimônio se acumula;
  2. O que enriquece é focar no seu trabalho que é o que produz renda para investir;
  3. As bases dos investimentos são Aporte, Tempo, Valor e Diversificação;
  4. Tentar ganhar muito de uma vez é a ilusão que faz girar e sustentar o sistema com taxas, corretagens, impostos, etc;
  5. O enriquecimento só acontece de forma lenta, progressiva e tediosa. Rápido só se fica pobre;
  6. Dinheiro é para comprar Paz;
  7. Saúde e Família são mais importantes do que dinheiro;
  8. Exceção é o exemplo do burro;
  9. Nunca faça dívidas;
  10. Afaste-se da manada;


QUIZ BASTTER.COM

Associe que termos são relacionados a filosofia Bastter.com e quais são à Sardinhada:

NUNCA FAÇA DÍVIDAS!

Se não tem dívidas, parabéns. Nunca faça dívidas e pule para o próximo item, II. Reserva de Emergência. Antes disso repito, nunca faça dívidas.

Não use o “mas”:

-Eu já sei que não é para ter dívidas, MAS...

Tudo que vem antes do “mas” é mentira, tudo que vem depois é bullshit.

Se tem dívidas não pode ir para nenhum dos próximos itens (exceto II. Reserva de Emergência), só pode pagar as dívidas.

Pague todas suas dividas antes de investir. Mantenha somente Reserva de Emergência. Todo o resto vai para pagar dívidas. Investir com dividas é se enganar e terminar com menos patrimônio. Pague tudo que puder e no caso de dividas mais longas compre tempo sempre que possível (pagar antecipado as últimas prestações).

Mesmo o financiamento imobiliário, mesmo dívidas que tenham taxas mais baixas, devem ser pagas antes de investir. O Governo pode mudar a regra, a inflação pode disparar, você pode perder o emprego, muitas coisas erradas podem acontecer. Enquanto tiver dívidas, o risco está presente.

ROTEIRO PARA ACABAR COM AS DÍVIDAS


  1. Em primeiro lugar, não faça novas dívidas. Quem tem dívidas não tem nada. É tudo ilusão enquanto tiver dívidas. Pare de comprar a não ser o estritamente necessário. Sacrifícios terão de ser feitos por todos da família ou nunca sairão dessa situação. Acima de tudo não faça novas dívidas nem para pagar as antigas, a não ser renegociação com os credores.
  2. Renegocie as dívidas existentes com bancos e credores. Diga que vai pagar, mas dentro de condições e taxas viáveis. Sente, negocie e consiga dívidas mais baratas. Isso faz MUITA diferença. Eles têm margem para negociar.
  3. Da mesma forma que o TEMPO é seu maior aliado nos investimentos, ele é seu maior inimigo nas dívidas, portanto as mantenha no menor prazo possível. Considere na renegociação os menores prazos (desde que esteja dentro do seu orçamento) e todo dinheiro extra que puder, compre tempo. Se preocupe sempre em primeiro lugar em diminuir o prazo da dívida. Nos pagamentos antecipados, compre sempre tempo, pagando as últimas parcelas. Quanto mais tempo durar a dívida mais juros e mais dinheiro vai pagar pela mesma coisa e no fim menor será seu patrimônio.
  4. Venda tudo que puder vender. TUDO. Nada é seu de verdade enquanto tiver dívidas. Estas posses que não são suas serão bem mais úteis diminuindo as dívidas. Se não pagar as dívidas, vai acabar perdendo tudo mesmo. Portanto, venda tudo que puder para pagar as dívidas, especialmente o carro se tiver, que além de tudo traz enormes gastos. Sacrifícios terão de ser feitos ou nunca vai sair dessa. Depois que não tiver mais dívidas pode comprar o que quiser desde que tenha dinheiro para pagar e manter. Aí passa a ser seu de verdade.
  5. Se tem dívidas não tem sentido investir. Eles rendem bem menos do que as dívidas, dinheiro está sendo jogado no lixo. Este dinheiro investido rende bem mais para você pagando as dívidas. Use todos os investimentos para pagar. Mantenha apenas reserva de emergência em poupança. Pense que você está aportando na dívida que é o melhor investimento que pode fazer se tem dívidas. Não se engane com continhas, elas não consideram o pior cenário e se esse ocorrer, e ele pode ocorrer, já era. Em suma, mantenha somente Reserva de Emergência, todos outros investimentos, venda e pague as dividas e não faça novos investimentos até pagar todas as dívidas.
  6. Todo dinheiro que sobrar, todo dinheiro extra, 13º e férias por exemplo, use para pagar dívidas, comprando tempo sempre que possível. Não tire férias, trabalhe mais, arrume outro trabalho, outra fonte de renda. Coloque todo mundo em casa para trabalhar de alguma forma. Todo foco em pagar as dívidas. Seu trabalho tem como objetivo na vida pagar as dívidas. Só vai poder ter vida boa sem elas. É como um câncer. Pare tudo e foque só em destruí-las. Seja feliz depois de pagar as dívidas pois com elas não vai ser feliz de qualquer forma. Enquanto tem dívidas não é um ser humano, não tem direito a viver. Pague a dívida, depois vire ser humano e volte a viver. Enquanto tiver dívidas sua vida se resume a pagar as dívidas.
  7. Não se engane, o Governo pode mudar as regras das dívidas, pode vir inflação alta, você pode perder o emprego, dívidas são um risco alto sempre. E não adianta dizer que vai colocar na justiça, vai brigar, seja lá o que for. Há casos e mais casos em que o governo mudou as regras e as pessoas morreram brigando na justiça. O objetivo primordial desse livro é paz e não mais stress. Foi você quem fez as dívidas, ninguém te obrigou, assuma sua responsabilidade e pague.
  8. Quando terminar de pagar as dívidas, mantenha uma parte do esforço para acumular patrimônio e daqui para frente só compre o que precisa com dinheiro que tem. Pare de comprar o que não precisa com dinheiro que não tem para impressionar pessoas que não conhece. Quer poder comprar estas coisas, trabalhe, poupe e acumule. Quando tiver dinheiro para comprar e manter, aí sim poderá comprar e será seu.

Tópicos do fórum Bastter.com para estudo:

Tópicos do FAQ Bastter.com para estudo:



QUIZ BASTTER.COM

Coloque na ordem o passo a passo para acabar com as dívidas:

O QUE É?

Reserva de emergência = capital com alta liquidez disponível para emergências. Constitui de 3 a 6 meses de despesas mensais em caderneta de poupança. Pode ser maior ou menor de acordo com as características e vida financeira de cada um.

Como não é possível prever tudo, para outros casos em que a reserva for insuficiente, temos o próprio patrimônio, em especial a parte em renda fixa como uma segurança maior. O objetivo é ter liquidez imediata, não rendimento, porque a Reserva de Emergência tende a ser movimentada constantemente. Se não estiver sendo movimentada provavelmente está maior do que deveria. Se for esse o caso, reavalie e invista parte dela.

Muitas pessoas erradamente colocam a Reserva de Emergência em Tesouro Direto Selic por render mais e achar que a liquidez D+1 é suficiente. Frequentemente o Tesouro fecha para negociações e algumas vezes mais do que um dia. Houve épocas que o Tesouro só recomprava títulos uma vez por semana. Reserva de Emergência deve ser na Caderneta de Poupança. O objetivo é liquidez imediata, e não rentabilidade.

Se usar muito e girar bastante, a caderneta rende mais, se não usa, diminua e invista a parte que está sobrando. Além do mais, o que importa é que o dinheiro esteja disponível quando precisar.

Só de usar para cobrir o negativo do cheque especial e pagar o cartão de crédito em dia, já tem uma rentabilidade espetacular, pois os juros que se paga com a conta negativa ou no cartão superam qualquer investimento com folga.

Se colocar a reserva de emergência em algo com baixa liquidez, em busca de mais rentabilidade, na hora da emergência vai ter dificuldade em acessar o dinheiro, não vai resolver o problema ou pode ter um custo maior para resolver. Tudo isso acaba em mais gastos e no fim, a suposta maior rentabilidade se esvai.

O tamanho da reserva de emergência deve ser determinado por cada um de acordo com as suas características. Se tem família ou não, idade, estabilidade, etc.

O padrão é começar com algo entre 3 a 6 meses de gastos, mas pode ser menor ou maior. Cada um decide de acordo com suas características e por um tamanho que dê tranquilidade. O valor depende da situação de vida e gastos. Quanto mais incerta for a renda maior deve ser a reserva.

Antes de iniciar qualquer investimento é IMPRESCINDÍVEL possuir reserva de emergência.



QUIZ BASTTER.COM

Complete o espaço em branco com os termos mais adequados para Filosofia Bastter.com:

O fator mais importante para a Reserva de Emergência é .
Um fator que não é importante para a Reserva de Emergência é . Ou seja, a Reserva de Emergência deve ter liquidez . Muitos confundem o conceito e colocam o capital para Reserva de Emergência em , porém o ideal é .

PERGUNTAS E RESPOSTAS SOBRE RESERVA DE EMERGÊNCIA (ORGANIZADOS POR ALOUNJI)

1. Utilizar dinheiro da Reserva de Emergência é falta de planejamento?

Não se trata de falta de planejamento. Reserva é para ser utilizada. Se não usa, é investimento. Reserva está lá para imprevistos. E imprevisto, foge a qualquer planejamento. Exemplo? Bater carro e precisar comprar peças. Como planejar não bater o carro? Por mais atento que seja no trânsito, imprevistos podem acontecer a qualquer hora. Aí vai fazer o que se sua reserva estiver em LCI/LCA em período de carência?

2. Por que reserva de emergência na poupança? Qual a diferença de deixar em um CDB se tem liquidez diária? Vai acabar rendendo mais que a poupança, não?

Se for dinheiro de EMERGÊNCIA tem de ser poupança. Se você nunca usa não é dinheiro de emergência e, sim, INVESTIMENTO.

Se for investimento, invista em outra coisa e não na poupança e nem nos supostos substitutos da poupança (como CDBs e LCAs) que como investimento são péssimos pois possuem prazos curtos antecipando o pagamento de imposto de renda levando a custos maiores.

Se você usa e Reserva de Emergência eventualmente, qualquer investimento vai ser pior que a poupança. Ter liquidez diária, mas ter Imposto de Renda não adianta, pois vai ter rendimento pior que a poupança se mexer.

3. Nunca mexo na reserva, para que colocar em poupança?

Se for assim, coloque em Tesouro Direto ou outro investimento e não em poupança. Como dito acima, reserva de emergência é para ser usada constantemente. Se não usa, não é reserva. Reserva de emergência serve para cobrir cheque especial, pagar cartão, fazer uma viagem, completar para pagar uma TV, ou seja: os gastos comuns.

O normal é mexer toda hora. Ou seja, a reserva é como se fosse a extensão da sua conta corrente. Precisou, utiliza e depois repõem com o próximo aporte. Se nunca usa, faça uma Reserva de Emergência bem pequena e invista todo o resto.

4. Quanto deixo guardado na Reserva de Emergência?Quantos meses de despesas pagas?

Cada um define o tamanho da sua reserva. É o quanto te deixa confortável. Quando acontecer um imprevisto como nos casos acima, não precisar tirar dos investimentos. É importante que seja uma quantidade que te deixe tranquilo, mas se ficar a maior parte parada constantemente sem utilizar, pode diminuir e investir parte da reserva.

Quando sua Reserva de Emergência + Investimentos for igual a 24 meses de despesas pagas, você está começando a ter tranquilidade financeira.

Tópicos do fórum Bastter.com para estudo:

COMECE A INVESTIR PELA RENDA FIXA

Tendo pago suas dívidas, não se engane aqui, tendo pago mesmo, todas as dívidas, e nunca mais faça dívidas! Enfim, tendo pago as dívidas e construído a Reserva de Emergência na Poupança, comece seus investimentos pela Renda Fixa.

Porque começar pela Renda Fixa? Já sei que se a Bolsa tiver em alta, o sardinha quer pegar tudo e colocar em ações para não perder a oportunidade. Ok sardinhão, volte para a terra e vamos continuar lutando para deixar de ser sardinha. Não existe oportunidade e você vai vender tudo no fundo em pânico na próxima grande queda. A Renda Fixa serve como um colchão de estabilidade para combater a nossa burrice.

Antes de tudo, o que é a Renda Fixa? A mídia e os analistas, devido a nossa alta taxa de inflação e de juros, venderam uma imagem e uma compreensão completamente errada. A Renda Fixa não é um instrumento de renda, ela não produz renda, aliás não produz nada. Ela apenas tenta que seu dinheiro não perca o poder de compra, o que só vai conseguir, se a inflação não for alta e/ou não ficar girando muito atrás de taxa.

A primeira coisa a entender é a diferença entre juros nominais e reais. Quando se diz que a Renda Fixa está pagando 10% ao ano, são juros nominais. Para os juros reais, o que você realmente recebe, há de se descontar a inflação e os custos (taxas e imposto de renda). O imposto de renda é sobre o lucro, quando a inflação é alta, e os juros nominais altos, o governo considera a parte da inflação que supera os custos como lucro e taxa essa parte, fazendo com que os juros reais sejam mais baixos. Logo, diferente do que é anunciado na mídia e pelos analistas e pode ser visto pelo gráfico acima, quando a inflação cai e a Renda Fixa passa a pagar menos, e eles dizem não estar mais interessante, na verdade normalmente ela tá pagando mais. Quando os juros estão muito altos e eles dizem que a Renda Fixa está interessante, na verdade ela está usualmente pagando menos em termos reais.

Esqueça acertar a hora, você nunca vai acertar e se tentar provavelmente vai fazer o que os analistas indicam para detonar seu patrimônio que é entrar quando sobe e sair quando cai, seja na Renda Fixa ou em qualquer investimento. Não é para tentar acertar, é para deixar o percentual em renda fixa do seu patrimônio quieto, e aportar quando o sistema que usa mandar aportar. Tanto faz as taxas naquele momento. Você nunca vai ficar rico porque acerta, o que enriquece é trabalhar e aportar todo mês.




QUIZ BASTTER.COM

A Renda Fixa é mais atraente quando tem:

UTILIDADES DA RENDA FIXA

De forma simplificada, a Renda Fixa tem as seguintes utilidades:

1. Reserva de emergência em poupança

2. Dinheiro com prazo

  • Se for prazo curto, menos de 1 ano = Poupança
  • Prazos maiores tipo 2 a 3 anos ou até um pouco mais, tipo para comprar um imóvel ou algo assim, pode se usar o Tesouro Selic ou se tiver um Tesouro IPCA Principal com vencimento próximo do prazo pode ser utilizado enquanto estiver sendo vendido.
  • Prazos muito grandes, tipo 10 anos ou mais, especialmente no Brasil onde é difícil planejar para muito tempo, continue acumulando patrimônio em valor diversificado normalmente e na hora veja o que é melhor fazer.

3. Investimento em Renda Fixa – Tesouro IPCA Principal (sem juros) para o maior prazo disponível a venda.

Aqui vem a outra besteira que é o prazo ser muito longo, e aí começa o papinho de se eu precisar do dinheiro, etc. E vem uma pior ainda que é adequar o vencimento para a suposta data da aposentadoria que é uma loucura total, pois a ultima coisa que eu ia querer se realmente existisse o dia da aposentadoria é um tesouro direto vencendo. Faz o que? Pega o dinheiro todo e leva para casa?

Todo dinheiro investido é seu e quanto maior o prazo dos seus investimentos melhor, pois pagará menos taxas e impostos ou ao menos irá demorar mais a pagar os impostos que é uma vantagem, pois está capitalizando juros sobre aquele valor até pagar. Quanto mais tempo ficar nos investimentos mais juros compostos, portanto escolha sempre o de maior prazo e pronto. Se algum dia precisar de dinheiro é seu. Óbvio que o ideal é levar os títulos até o vencimento e se retirar antecipadamente do Tesouro IPCA pode acontecer de ter perdas, mas se tiver Reserva de Emergência e diversificar em outros investimentos seria bem raro ter de vender todos os títulos.vire ser humano e volte a viver. Enquanto tiver dívidas sua vida se resume a pagar as dívidas.



QUIZ BASTTER.COM

Associe qual o ativo de renda fixa mais adequado para cada prazo, segundo a Filosofia Bastter.com:

SE PRECISAR DO DINHEIRO

  • Use o dinheiro do seu trabalho;
  • Use a renda dos investimentos;
  • Use a Reserva de Emergência;
  • Veja se tem alguma coisa para vender;
  • Veja se tem títulos que estão bem próximos do vencimento;

Só aí vá para os outros investimentos e siga esta sequência

  • Tesouro Selic
  • Venda o que considera que não tem valor, está de quarentena, etc.
  • Venda o que está mais à frente do percentual desejado no seu patrimônio, até chegar no percentual desejado

Se possível evite vender mais de 20 mil no mês em ações se for no lucro para não pagar Imposto de Renda.

Vejam que até chegar a vender todos seus títulos é porque realmente aconteceu uma catástrofe e nas catástrofes ocorrerão perdas. Manter seus investimentos em Renda Fixa no Tesouro IPCA, sempre nos mais longos, vai te beneficiar com um patrimônio maior.



QUIZ BASTTER.COM

Enumere a ordem do que é mais adequado a fazer caso precise do dinheiro:

E QUANTO AOS PRODUTOS DE BANCOS?

E quanto aos outros produtos de renda fixa como CDBs, LCIs, etc.? E QUANTO AOS PRODUTOS DE BANCOS? Os chamados produtos de bancos, todos tem prazo e mesmo que seja verdade as taxas maiores, no fim o patrimônio acaba sendo bem menor pelo fato de ter de girar e pagar custos de tempos em tempos.

Um dos piores investimentos são as debêntures onde se assume o risco da empresa com retorno limitado o que se pode resumir numa burrice. Se for para assumir o risco da empresa, ao menos compre ações, que não tem retorno limitado. Além do mais a maioria tem péssima liquidez e para sair antes do prazo é complicadíssimo.

Sim, o ideal é levar seus investimentos o máximo de tempo possível, mas só tenha investimentos que o dinheiro esteja acessível com liquidez. Você não sabe o dia de amanhã, todo dinheiro seu tem de ser seu e estar disponível. O fato de que o ideal é ficar com dinheiro investido o máximo de tempo possível não implica em prendê-lo em investimentos com carência ou sem liquidez. O seu dinheiro e os seus investimentos têm de estar sempre a sua disposição se precisar. Invenções que aparecem de tempos em tempos como investimentos garantidos, COE, etc. fuja de tudo isso, fique no simples. Fundos são péssimos também pois o objetivo dele é a taxa de administração e as vezes de performance. Deixar o dinheiro na mão dos outros significa pagar caro para alguém tomar conta do seu dinheiro pior do que você. Previdência Privada entra nessa categoria.

Tesouro direto com cupom, ou seja, juros semestrais não faz o menor sentido. Renda Fixa não é instrumentos de renda, essa renda é uma mentira e está saindo do principal como toda suposta renda da renda fixa, Como os suportes juros antecipam o imposto de renda, a consequência é menos patrimônio.




QUIZ BASTTER.COM

Quais dos seguintes produtos de banco são interessantes de adicionarao seu portfolio de renda fixa?

RENDA FIXA NÃO PRODUZ RENDA

É fundamental compreender o conceito que renda fixa não produz renda, apenas tenta que seu dinheiro não perca poder de compra. Qualquer dinheiro retirado da renda fixa sai do principal e diminui a chance de que o investimento mantenha o poder de compra do dinheiro perante a inflação. Não é que não se possa usar ou retirar, apenas tem de saber o que está fazendo. Viver da renda proveniente da Renda Fixa como é colocado as vezes pela mídia e analistas é uma ilusão total a não ser que o capital seja absurdamente grande em relação as retiradas. Para uma situação normal, se for tirando renda da renda fixa, o capital acumulado tende a zero no longo prazo, ou ao menos ao poder de compra zero.

Isso não te deve levar para a outra conclusão errada que é não investir em renda fixa. Ela tem três utilidades importantes:

  • Reserva de Emergência
  • Dinheiro com prazo de alguns anos
  • Nos proteger de nossa burrice.

Vamos terminar explicando esse último item. No início a tendência é colocar tudo em renda fixa, as vezes só na poupança. Aí quando o sujeito entende que a renda fixa não produz propriamente renda, ele muda e resolve não colocar nada em renda fixa e mete 100% em renda variável ou até 100% em ações. Pois bem, o mercado desaba por uns 6 anos e ele vende tudo no fundo em pânico. A Renda Fixa é um colchão que ajuda a nos proteger da nossa burrice. Tendo parte do patrimônio em Renda Fixa passar pelos períodos longos de queda das ações é menos difícil e ajuda a não vender tudo no fundo em pânico.



Tópicos para Estudo e dúvidas:

Veja mais em:

Nessa área você pode aprender tudo sobre Renda Fixa, tendo FAQ, Artigos e Mural de discussão para todos e Livro Grátis, Vídeos e Análise da sua carteira de Renda Fixa para os assinantes.

Assine a Bastter Blue

POR QUE INVESTIR EM AÇÕES?

Como pode ser visto nessas duas imagens, o retorno de ser sócio de boas empresas no longo prazo tende a ser extraordinário e a contribuir de forma expressiva para o patrimônio e a tranquilidade financeira. Mas para isso é necessário compreender bem o conceito de ser sócio. Não compre um papel, não caia na ilusão de fazer trade, não tente ganhar na variação de preço. Torne-se sócio de boas empresas o que permite beneficiar do crescimento e/ou distribuição de lucros. Não possuímos um papel, umas ações compradas a X, possuímos participação em uma empresa como sócio. É fundamental fazer essa distinção e compreender isso para ter sucesso e realmente aumentar seu patrimônio com ações. Quando entende que é sócio e não que tem uma ação, para de focar em cotação e foca na qualidade da empresa.

O foco na cotação, na rentabilidade, vai levar invariavelmente a venda no fundo em pânico quando a Bolsa e as ações desabam. Para ser sócio por muitos e muitos anos, pois a compra como sócio não tem prazo, tem de aceitar que haverá períodos de queda, alguns muito intensos e longos. Desde que as empresas permaneçam boas não faz a menor diferença. E permanecer boa não significa aumentar os lucros todo trimestre, isso é ilusão. Toda empresa passa eventualmente por alguma dificuldade o que não faz com que ela se torne ruim. O foco na cotação leva ao que eu chamo de análise fundamentalista de cotação que faz com que se considere a empresa ruim nos períodos de queda, saindo delas e girando o patrimônio deixando de ter os ganhos extraordinários que ser sócio de boas empresas proporciona.

Olha quantas quedas expressivas no caminho da empresa que maior retorno trouxe no gráfico anterior. Se focar em cotação e não na qualidade da empresa, se não entender o que é ser sócio nunca vai manter essa empresa por todo esse período e sobreviver a todas essas quedas. Se entender o que é ser sócio, acompanhar a qualidade da empresa e não a cotação, e procurar focar mais no trabalho para aportar mais ao invés de perder tempo acompanhando o mercado, quando a ação cair, não vai nem saber que tá caindo, que é o ideal.

Diferente do que a maioria pensa não é difícil ter e manter uma boa carteira de ações e não precisa de estudos de horas e horas e nem ser um expert no assunto. Na verdade, é ao contrário, normalmente menos é mais e se dedicar ao seu trabalho e só gastar pouco tempo com os investimentos, tende a levar a mais patrimônio, especialmente em ações. O grande ganho vem de comprar ações de boas empresas e sentar nelas por décadas. Os poucos que enriqueceram com ações foi assim. O grande ganho desses bilionários da Bolsa vem deles terem comprado ações de empresas que já existiam nos anos 70/80 e guardarem até hoje...

Olhem um estudo do Bradesco desde os anos 60 com um crescimento anual médio de 18%. Para quem guarda as ações esses juros se tornam compostos. Quem sentou desde os anos 70/80 está com um retorno extraordinário. Nos últimos 24 anos acumula 100 mil por cento!

Olhando esses gráficos parece fácil, mas no meio do caminho há fortes quedas, crises em que a Bolsa desaba por anos, notícias negativas, balanços piores, instabilidade política/econômica, pânico etc. Se não souber o que está fazendo vai apenas comprar nos topos e vender nos fundos.

ESCOLHER BOAS EMPRESAS NÃO É TÃO DIFÍCIL

Para escolher empresas boas, não é tão difícil como parece. Primeiro é importante diversificar bastante. Quanto mais empresas, menor o risco do erro, claro com o devido bom senso. Algo como 20 a 30 empresas, desde que tenha outros investimentos, faz com que o risco por empresa no seu patrimônio seja bem baixo e permite se manter sócio durante os períodos ruins das boas empresas, pois a perda no seu patrimônio não é expressiva. O ideal mesmo é nem acompanhar muito e nem saber que está caindo ou ficar perdendo tempo com notícias. Foque no seu trabalho.

O que é fundamental na escolha de empresas parta ser sócio:

  • Possuir ONs com boa liquidez, ou seja, a empresa oferecer ações ordinárias (ONs), com direito a votos, em boa quantidade que permita que hajam muitos negócios por dia. O ideal mesmo é que só tenha ONs e de preferência participando do Novo Mercado. Isso não garante que a empresa seja boa, mas ao menos demonstra boas práticas de governança e te permite ser sócio com alguma tranquilidade. Esqueça PNs e UNITs que são ativos em que mesmo comprando, você não é propriamente sócio.
  • Produzir dinheiro de forma eficiente. Isso se vê através dos lucros consistentes, sem os quais não adianta ser sócio, mas também pela geração de caixa EBITDA e pelo fluxo de caixa livre (De preferência o Fluxo de Caixa Livre CAPEX que não distorce por aplicações financeiras). Em suma, se a empresa faz dinheiro de forma eficiente. As empresas eficientes conseguem isso sem constantemente ter de investir quantias enormes e/ou se endividar.
  • A empresa não se enrola com dívidas mantendo caixa e dívida equilibrados. Se não tem dívida ou se a dívida liquida (Dívida bruta – Caixa) é negativa (caixa maior que dívida bruta), considera-se empresa sem dívida e nem há o que analisar. Se a empresa possui dívida líquida positiva, deve-se analisar o equilíbrio da mesma porque só ter dívida não faz de uma empresa ruim. Diferente de pessoas física, empresas podem até se beneficiar de dívidas. De todos os dados de análise o mais usado e eficiente é a divisão da dívida liquida pelo EBITDA sendo que normalmente se deseja que o resultado seja abaixo de 2, sendo tolerado até 3 e em algumas empresas com receita garantida até mais que isso. Para quem está começando e não tem muita experiência com análise de empresas, tente não aceitar empresas com esse número maior do que 2. Isso não quer dizer que tenha de sair de empresas boas que entrou quando o número estava abaixo, e que agora por ventura aumentou. Observe e acompanhe, só saia de empresas realmente ruins, com muita calma e aos poucos.
  • Afaste-se de empresas com rolos evidentes. Governança é muito difícil de avaliar, mas há empresas que é bem claro que há rolo.


QUIZ BASTTER.COM

Quais fatores devemos analisar para escolher boas ações?

OS DADOS NECESSÁRIOS PARA ANÁLISE DE EMPRESAS

Nos Quadros Simples da Área de Ações da Bastter.com onde cada empresa tem sua página com os dados dos balanços e mural de discussão, tem todos os dados necessários para análise de empresas para ser sócios. Temos os Quadros Completos que podem ser acessados para quem deseja ver mais detalhes, mas para a grande maioria bastam os dados que tem nos Quadros Simples que podem ser vistos nas imagens abaixo:

Dados anuais: receita, EBITDA, lucro, já descontado dos não recorrentes (eventos esporádicos), margem líquida (lucro/receita), dívida líquida, dívida líquida/EBITDA e fluxo de caixa líquido CAPEX. Com esses dados pode-se avaliar a evolução dos balanços da empresa no que diz respeito a eficiência com que ela produz dinheiro e se mantem caixa e dívida equilibrados. Todos dados retirados dos balanços oficiais auditados entregues a Bovespa e a CVM.

Gráfico que demonstra a evolução do lucro e da cotação. Tem caráter educativo demonstrando como no longo prazo a cotação segue os fundamentos.

Demonstração do retorno acumulado na empresa considerando o ganho de capital e os proventos.

Comparativo dos resultados em relação ao ano anterior e diversos tipos de análise e estudos oferecidos aos assinantes da Bastter.com.

Para quem se dedica ao seu trabalho e faz uma carteira diversificada estes dados acima são mais do que suficientes para selecionar boas empresas. Das quatro análises que devem ser feitas: - Se tem ON com liquidez temos além dos dados demonstrados nas imagens, a aba liquidez que demonstra claramente este dado:

Observem que há diversas abas com outros dados que pode ser de interesse do investidor inclusive um rating das empresas com avaliações feitas pelos usuários do site.

  • Se produz dinheiro de forma eficiente: Na primeira figura vemos a evolução dos lucros, do EBITDA, do fluxo de caixa livre e da margem líquida além da curva de lucros na segunda figura.
  • O marcador mais importante para avaliação de caixa e dívida (divida liquida/EBITDA) tem sua evolução anual demonstrada nesta mesma figura.
  • Para saber se a empresa tem rolo evidente e ficar por dentro de tudo que acontece com a empresa e participar de discussões, siga a empresa e acompanhe o mural.


QUIZ BASTTER.COM

Qual dos dados a seguir não deve ser levado em conta na escolha de uma ação?

MURAL DE AÇÕES BASTTER.COM

Além das discussões no mural, tem diversas abas para mais estudos como Releases, a aba FAQ, etc. Seguindo o mural, será notificado de todas as postagens e de eventos como dividendos, desdobramento além da atualização dos balanços. Para participar dos murais não precisa ser assinante.

Sobre sair de empresas, seja conservador. O que enriquece é ficar muito tempo sentado nos investimentos, notadamente ações. Antes de sair use uma estratégia que é a quarentena, onde não se compra mais a ação, mas também não vende. Isso dará tempo para pensar, analisar e se decidir sair, que faça devagar em partes, incluindo o dinheiro da venda no aporte mensal. Piorar é diferente de ficar ruim. Toda empresa vai piorar algumas vezes durante sua trajetória, mas isso não implica necessariamente que a empresa ficou ruim. Numa carteira diversificada, o prejuízo de sair de uma empresa boa é muito maior do que o de demorar a sair de uma ruim. A perda na ruim é limitada pela pequena participação dela no seu patrimônio. A perda saindo de uma boa é ilimitada pois não sabemos o quanto ela pode crescer.

Um adendo importante e que cria muita confusão são os diversos eventos que acontecem com as ações como dividendos, desdobramentos, bonificações, etc. Nenhum deles faz a menor diferença, nenhum deles é brinde, nenhum deles deve ser usado para escolher empresas e nenhum deles muda seu capital. Em todos eventos o seu capital permanece o mesmo antes e depois já que tudo é descontado do preço da ação. Utilize somente os critérios acima para escolher empresas para ser sócio. Se a empresa for boa vai propiciar retorno em crescimento ou se sobrar dinheiro e ela não tiver onde investir, em eventos. Tanto faz. Só importa que a empresa seja boa.

A forma mais fácil de analisar empresa é estuda-las nos quadros de ações da Bastter.com e participar das discussões, pois cada uma tem seu mural. Verifique na Área de Ações da Bastter.com.

Nesse link acima estude as abas FAQ e Artigos para adquirir as bases sobre investimentos em ações e coloque suas dúvidas no mural.

Nessa área você pode aprender tudo sobre Ações, tendo FAQ, Artigos e Mural de discussão para todos e Livro Grátis, Vídeos e Análise da sua carteira de Ações para os assinantes.

Assine a Bastter Blue

Links para estudo:

O QUE SÃO?

Em primeiro lugar FIIs não são imóveis, são fundos de investimentos em imóveis. O objetivo é ter cotas de grandes fundos que investem em imóveis e ter retorno em ganho de capital e alugueis, de acordo com sua participação nos fundos. É uma forma mais acessível de investir em imóveis, mas não são imóveis. Não é a mesma coisa que comprar um imóvel e não substitui propriamente o investimento em imóveis. Você não pode pegar sua família e ir morar num FII.

Apesar de serem negociados em Bolsa igual as ações, não são empresas como as que lançam ações. Os REITs, que são os equivalentes aos FIIs nos EUA são empresas que investem em imóveis e que lançam ações na Bolsa. São iguais qualquer empresa na Bolsa com a única diferença de investirem primordialmente em imóveis. Os FIIs são fundos é não se compra uma ação, mas uma cota de participação.

A maioria dos FII's possui imóveis como escritórios comerciais e galpões de logística e alugam a empresas. Outros fundos também investem em CRIs e LCIs que são investimentos atrelados ao setor imobiliário. Podem ser divididos em FIIs de tijolo, que investem em imóveis e FIIs de papel que investem em CRIs e LCIs. Para o objetivo de investir em imóveis através de fundos, só os primeiros são adequados. Há também os FIIs que investem em FIIs que seriam caracterizados de acordo com os FIIs que possuem.

O objetivo dos FIIs é captar recursos dos investidores para investir no mercado imobiliário e auferir renda. Por lei, 95% dos resultados tem que ser distribuídos aos cotistas e na prática a maioria dos fundos distribui proventos mensalmente.

Ao avaliar um FII para ser sócio, é importante observar algumas características como:

No que este FII investe?

Existem dois tipos principais de FIIs, os que investem em imóveis (Tijolo) e os que investem em renda fixa atrelada ao crédito imobiliário (Papel). Os critérios de analisar cada tipo são diferentes e existem FIIs que investem em ambos, imóveis e títulos. Na aba composição dos Quadros da Área de FIIs da Bastter.com, é fácil ver no que o FII investe:

COMO AVALIAR UM FII DE IMÓVEL

Ao analisar um FII que investe em imóveis, devemos nos atentar a:

- Diversificação interna: Quantos imóveis o FII possui? São próximos ou espalhados entre regiões? Quanto mais diversificado em imóveis, menores as chances de algum problema em um único imóvel afetar o FII, bem como menores serão os impactos que alguma alteração na região terá sobre a carteira do FII.

Na aba portfólio dos FIIs existe uma relação de todos imóveis que o FII tem posse direta, e sua localização:

- Diversificação de receita: Dentro dos imóveis, quantos inquilinos o FII possui? Como são os contratos, típicos ou atípicos?

- Vacância: não há um número absoluto, mas em geral quanto maior a vacância, menos receitas o FII terá e maiores serão as despesas, pois as áreas vagas além de não gerarem renda, tem custos como condomínio, IPTU, etc.

- Gestão: Se for gestão passiva, o FII investe apenas nos imóveis do regulamento e para alterar isso precisa convocar assembleia. Se for gestão ativa o leque de possibilidades para o gestor é maior. Portanto é preciso avaliar: o gestor compra e vende imóveis frequentemente? Ou apenas adquire os imóveis e então passa a obter renda com estes, enquanto tiverem valor?

Nos quadros de FIIs da Bastter.com, é fácil encontrar essas informações:



QUIZ BASTTER.COM

Quais os principais fatores para se analisar ao escolher FIIs para se investir?

COMO ANALISAR FIIs DE PAPEL E FUNDOS DE FUNDOS

- Para FIIs de papel (TVM): Em quais títulos o FII investe? Em FIIs com carteiras de CRI, é interessante olhar qual o tamanho de cada CRI em relação ao patrimônio do fundo, qual lastro, indexadores, taxas, garantias e tudo mais.

- Fundos de Fundos (FoF): Analisar se você concorda com os FIIs que tem na carteira e qual a exposição em cada um deles

Tópicos do Fórum para estudo:

PARA TODOS OS FIIs

- Para todos: Liquidez e Free Float: Se o FII passa nos critérios que o investidor estabeleceu, é preciso avaliar se é possível ser cotista: Há negociações suficientes na bolsa que possibilitam isso, ou é um fundo sem liquidez?

Na composição societária do fundo, há cotistas majoritários? Se sim, eles podem formar um bloco de controle (percentuais acima de 25% em geral permitem ter voto decisório em assembleias, desde que a pauta não tenha sido proposta pelo próprio cotista o que geraria conflito de interesse)?

E o mais importante: Se há controlador ou grupo de controladores, estou confortável com as decisões que eles tomaram?

- Proventos: Aqui não se deve avaliar retorno ou coisa do tipo, apenas se o que está sendo distribuído no horizonte de um semestre corresponde ao que o fundo efetivamente gera. FIIs que distribuem mais do que geram precisam tirar o dinheiro de algum lugar, e um eventual ajuste à realidade pode gerar um choque:

A forma mais fácil de analisar FIIs é estuda-los nos quadros de FIIs da Bastter.com e participar das discussões, pois cada uma tem seu mural. Verifique na Área de FIIs e Imóveis da Bastter.com.

Nessa área você pode aprender tudo sobre FIIs, tendo FAQ, Artigos e Mural de discussão para todos e Livro Grátis, Vídeos e Análise da sua carteira de FIIs para os assinantes.

Assine a Bastter Blue

QUIZ BASTTER.COM

Associe os valores que devem ser avaliados na escolha de todos os FIIs com seus respectivos significados:

SÓLIDOS E ESTÁVEIS, PORÉM CAROS

São sólidos e estáveis, além da possibilidade de produzir renda, mas por outro lado, precisa de uma parte enorme do seu patrimônio para comprar um (a não ser que seja milionário), têm baixa liquidez e custo altos de manutenção quando não alugados.

O maior problema com imóveis é que a maioria não sabe lidar com eles, não conhece o investimento. Lê as besteiras que os analistas falam e aí ou se afastam totalmente perdendo mais uma oportunidade de diversificação e solidez ou compram sem saber o que estão fazendo e acabam por comprometer seu retorno. Imóveis como qualquer outro investimento, tem vantagens e desvantagens, podem ser bons ou ruins.

Em primeiro lugar deve-se entender a diferença entre casa própria para morar e investimento em imóveis. A casa própria pode ser investimento também e na verdade não deixa de ser, mas a motivação para compra não é puramente financeira e nem deve ser. Não é obrigatório ter casa própria, não há nada de errado de morar de aluguel, cada um deve decidir o que é melhor PARA ELE. Em maiúscula porque não há regra aqui e nem tem melhor. Se a casa própria é um instrumento que traz felicidade a família, esse é o objetivo primordial do dinheiro.

Já o investimento em imóveis é puramente financeiro. E a principal questão é localização, localização, localização. As outras coisas nos imóveis podem ser usualmente modificadas, mas localização não tem como. Até pode acontecer de uma localização boa piorar ou vice-versa, mas usualmente nas grandes cidades localização é fundamental. Outro aspecto é que imóveis pequenos permitem mais diversificação e normalmente tem mais liquidez e são mais fáceis de alugar. Via de regra é melhor ter três apartamentos de quarto e sala do que ter um de três quartos. Tendo três se um fica vazio, tem os outros dois para pagar os custos além de ter uma população maior em potencial para alugar e comprar se precisar vender. Claro que deve ser avaliada as condições da cidade e do bairro, mas normalmente apartamentos menores são melhores para investir.

Imóveis tendem a recuperar o poder de compra do dinheiro no longo prazo acompanhando a inflação, por isso comparações com a renda fixa como usualmente são feitas pelos analisas são absurdas. Renda Fixa não produz renda e o principal não valoriza, logo é normal e esperado que o percentual do aluguel em relação ao valor do imóvel seja menor do que os juros da renda fixa. Só que imóvel por si só, sem o aluguel tende a manter o poder de compra do dinheiro, valorizando de acordo com a inflação no longo prazo e o principal da renda fixa não valoriza. O retorno do imóvel soma o ganho de capital pela valorização do imóvel com o aluguel. Na renda fixa são só os juros e se utilizá-los, o principal vale cada vez menos devido a inflação. O aluguel do imóvel pode ser usado e ainda assim seu investimento tende a manter o poder de compra do dinheiro recuperando a inflação no longo prazo.

A maioria das pessoas que tem dificuldade com investimento em imóveis é porque faz confusões, não entende o que está fazendo e mistura emoção com dinheiro, aliás como em qualquer investimento. Tendo um imóvel e desejando alugar, contrate uma boa administradora e deixe eles tomarem conta. É o dinheiro mais bem pago do mundo. Ficar se metendo com inquilino tira a paz da vida. Valorize o bom inquilino e não o preço do aluguel. O aluguel vai variar de tempos e tempos de acordo com a economia, inflação, etc. Um bom inquilino que mantem o seu imóvel em boas condições e paga todo mês certinho sem criar confusão vale muito. Se não estiver conseguindo alugar e o imóvel realmente tiver valor, baixe o preço até chegar a realidade do mercado. Não adianta você achar que vale sei lá quanto, o mercado que decide. Ficar vazio enquanto briga por preço, é a maior burrice que os proprietários cometem. Leva anos para recuperar o que perdeu nos meses ou as vezes até anos vazio. Pior é quando perdem um bom inquilino porque querem reajustes altos do aluguel. Mantenha o bom inquilino sempre que puder.

NÃO FAÇA FINANCIAMENTO PARA INVESTIR EM IMÓVEIS

Não faça financiamento em hipótese alguma para investir em imóveis. Não se iluda, se não tem capital para investir em imóveis, vá diversificando e guardando uma parte em renda fixa até poder comprar a vista. Não existe alugar e o inquilino pagar o financiamento, se existisse não teria inquilino. Dívida é sempre terrível e você vai pagar 3, 5 ou mais imóveis e terminar só com um se terminar.

SÓLIDOS E ESTÁVEIS, PORÉM CAROS

Para a casa própria se for de extrema necessidade para a família se não tiver outro jeito pode-se considerar o financiamento, mas ainda assim melhor evitar. O que pode parecer a solução, pode vir a ser a desgraça da família. Quando você entra numa divida grande, nunca sabe se, quando e como vai sair. Muita coisa pode mudar e sua capacidade de pagar pode se tornar insuficiente e até acontecer de perder o imóvel e o que pagou. Para investimentos em imóveis desconsidere essa possibilidade. Só a vista.

Esqueça também imóvel na planta. Até pode ser usado por quem tem muito dinheiro e muitos imóveis, mas estes nem precisam ler esse livro. Imóvel tem de estar pronto e com os papeis 100%. Se não tiver papeis 100% esqueça que existe. Contrate um advogado para avaliar, não economize aqui, e só compre se ele der ok.

Para os que preferem morar de aluguel, o que não tem problema algum, apenas uma consideração. Em algum momento da sua vida, compre um imóvel que possa morar, para a velhice. O aluguel na velhice é complicado. Imagina com 80 anos, o proprietário pede o imóvel e tem de arrumar outro lugar para morar correndo. Na velhice fica complicado, melhor se programar e ter um local seu para ir morar quando for a hora. Paz.

Área de FIIs e Imóveis da Bastter.com.

Nesse link estude as abas FAQ e Artigos para todas as bases sobre investimentos em imóveis e coloque suas dúvidas no mural.

Assine a Bastter Blue

DIVERSIFICAR PARA TER TRANQUILIDADE

Diversificar é fundamental para ter tranquilidade financeira. Diversificar permite que o custo do erro e o risco por ativo seja pequeno e permite sentar nos investimentos através dos tempos, passando pelas más fases que poderiam levar a saída se o risco naquele ativo fosse maior.

Diversificar no exterior tem a dupla função de aumentar mais a diversificação e também de se proteger contra crises graves locais e do risco cambial, além de permitir que no caso de precisar ir morar em outros países, ter reservas no exterior. Os investimentos no exterior servem também como Reserva de Valor, aumentando a proteção no caso de crises graves no país de origem.

De uns anos para cá foi se tornando mais fácil investir no exterior e mais acessível mesmo a quem não tem muito dinheiro. As taxas vêm diminuindo assim como as exigências, sendo que alguns agentes financeiros nos EUA e Europa nem pedem mais depósito mínimo.

As opções de investimentos são as mesmas daqui: Renda Fixa, Ações, FIIs (que no caso são REITs e são diferentes porque são empresas e não fundos), Imóveis, etc.

Escolha uma corretora e/ou banco no exterior. muitas instituições têm atendimento direto a brasileiros. Verifique formas de enviar dinheiro ao exterior. Tudo é legal e deve ser declarado no Imposto de Renda.

Conheça a Área de Investimentos no Exterior da Bastter.com com páginas separadas para milhares de empresas que possuem ações nos EUA com os dados dos balanços e murais de discussão.

Nesse link acima estude as abas FAQ e Artigos para adquirir as bases sobre investimentos no Exterior e coloque suas dúvidas no mural.

Para os Assinantes Bastter Blue além de tudo acima, há Livro Grátis, Vídeos e Análise da sua carteira de Ações no exterior.



QUIZ BASTTER.COM

Porque diversificar no exterior?



QUIZ BASTTER.COM

Enumere os passos para se iniciar os investimentos no exterior?

RESERVA PARA CRISES GRAVES

São reservas para crises graves em que possa haver falência do sistema financeiro do país em que vive. Não importa aqui rentabilidade ou retorno. Não é propriamente um investimento e como pode ser visto na primeira imagem do Capítulo de Ações que compara os diversos investimentos, ouro e dólar no longo prazo perdem bastante valor de compra e tem retorno bem abaixo de ações e até da renda fixa.

Reserva de valor tem de estar nas suas mãos fisicamente ou no exterior, ao menos o principal. Não servem fundos, títulos, qualquer coisa com baixa liquidez ou que esteja sujeito a confiscos ou a não ter acesso nas graves crises.

O básico é o dólar físico que pode ser dividido com euro, mas até esse momento o dólar é mais sólido para esse intuito. Há moedas como Libra Esterlina e Franco Suíço que podem ser usadas também, mas o básico é dólar e euro.

Ouro tem a vantagem de carregar mais valor em menos espaço do que dólar e euro, mas a desvantagem da liquidez. É bem mais fácil transacionar dólar e euro e trocar por comida do que ouro.

Outros ativos que podem fazer parte da Reserva de Valor:

  • Bitcoin;
  • Joias, quadros, etc;
  • Imóveis e terras;
  • Investimentos no exterior, de preferência ter na Europa e na América do Norte (sem ser México) - pode ser Ásia também se conhecer bem
  • Imóvel no exterior;
  • Passaporte de mais de um país em dia;
  • Investir na sua formação;
  • Saúde

Claro que não dá para ter tudo isso para a maioria, mas seria uma reserva de valor muito boa. Dentro disso cada um vai fazendo o que der, começando com dólar físico que é o mais simples e progredindo conforme sua vida permite.

Passaporte em dia é fundamental porque na hora do sufoco não vai conseguir tirar.

Tópicos do Fórum para estudo:



QUIZ BASTTER.COM

Marque o que pode ser considerado Reserva de Valor:

PLANILHA DE ACOMPANHAMENTO BASTTER.COM

O Bastter System é a planilha de administração de capital online da Bastter.com. Nela pode incluir todos seus investimentos, o quanto pretende ter de cada um e todo mês o Bastter System vai indicar no que aportar. O Imposto de Renda no que se refere a investimentos é praticamente todo feito pelo Bastter System, bastando copiar as informações para o programa da Receita Federal. Para utilizar o Bastter System basta ser cadastrado, mas os assinantes têm ferramentas adicionais.

A FILOSOFIA DO BASTTER SYSTEM

O Bastter System (BS) é um sistema de gerenciamento de patrimônio em que se monta o portfólio, e configura quanto quer ter em cada tipo de investimento. Depois, deve-se inserir o que possui atualmente e o sistema mostra quais ativos devem receber novos aportes baseado na diferença entre a quantidade atual e o percentual que se deseja ter.

O equilíbrio deve ser buscado sempre com dinheiro novo de novos aportes e nunca vendendo o que tem valor.

A maior vantagem do BS é tirar a pressão emocional de escolher onde investir quando se tem dinheiro na mão. A decisão deixa de ser com base em cotação, intuição ou emoção, e passa a seguir o seu planejamento o que torna tudo mais simples.

Outra vantagem secundária do Bastter System após alguns anos de uso é que o sistema passa a ser anticíclico. Conforme o patrimônio cresce, seu aporte não é mais tão significante em relação ao montante e por isso o BS tende a mandar comprar os ativos em queda. Este não é o objetivo do sistema, mas como a emoção é deixada de lado, a tendência é aportar quando ninguém quer (quedas).

Como funciona:

Vamos supor que o investidor tenha um patrimônio de R$100.000 divididos 50% em renda fixa e 50% em ações e o objetivo dele é manter essa divisão nestes percentuais:

Mês 1:

Ações R$50.000 (50%)

Renda Fixa R$50.000 (50%)

Durante o mês, as ações sofreram uma pequena queda, e no momento do aporte encontramos a seguinte situação:

Ações: R$48.000 (49%)

Renda Fixa: R$ 50.000 (51%)

Como o objetivo é ter 50% em cada um e as ações estão para trás, o Bastter System irá indicar aporte em Ações, e é nessa classe de ativos que se deve aportar o dinheiro novo. Entrando na aba “Onde Aportar” ou clicando na guia da carteira de ações, está indicado qual empresa deve receber o aporte.

Após o aporte:

Ações: R$51.000 (50,4%)

Renda Fixa: R$50.000 (49,5%)

E assim todos meses o Bastter System ajuda na decisão do aporte, tirando o peso emocional de escolher com o dinheiro na mão. No começo, os aportes movimentam o patrimônio, mas a longo prazo a tendência é que o BS indique aporte nos ativos que foram ficando mais para trás do objetivo. Se houver quedas em ações a chance de aportar em momentos de baixa é maior seguindo este sistema.

Como o equilíbrio é feito através de novos aportes, não há giro de patrimônio que tem valor, pagando menores taxas e impostos.

Anualmente e de preferência após a divulgação dos balanços anuais em abril o investidor revê os percentuais escolhidos no Bastter System com calma e decide se quer adicionar novos investimentos, colocar em quarentena os que estão em alerta, ou mesmo sair. Definidos esses percentuais, é só seguir o plano tranquilamente durante o ano.

COMO ESCOLHER OS PERCENTUAIS

Os percentuais das classes de ativos são definidos levando em consideração seus objetivos e situação de vida. Em geral recomendamos começar com percentual pequeno em renda variável e ir aumentando nas revisões anuais até uma quantidade em que o investidor se sinta confortável. Mesmo assim, evite carteiras com 100% ações ou 100% renda fixa. Nenhum dos extremos é benéfico.

Uma maneira simples de definir o percentual é usar 2% do patrimônio como referência. Estude as empresas e adicione no Bastter System quais você deseja ser sócio. Se após o estudo definiu 15 empresas, a classe de ativos ações pode representar até 30% do patrimônio (15x2% = 30%). Repita o processo para os FIIs. Nas Stocks e REITs, por terem milhares para escolher a diversificação provavelmente será maior.

Já a Renda fixa não segue esta ‘regra’, e você pode colocar valores entre 10-50% na renda fixa sem prejudicar a diversificação. Caso esteja usando a renda fixa para juntar dinheiro para comprar um imóvel, por exemplo, o percentual pode ser até maior.

A reserva de valor em Moedas pode constituir um valor entre 0,5-5%, não muito alto para não prejudicar o acúmulo de patrimônio

Dentro das classes de ativos (Ações, FIIs, stocks, REITs), pode-se distribuir o percentual igualmente entre todos ativos ou escolher manualmente ativos com peso maior ou menor. Inicialmente e para simplificar é mais fácil clicar no botão “distribuir” que divide tudo por igual, e conforme se estuda e adquire experiência, ir mudando os percentuais se quiser.

COMO CONFIGURAR O BASTTER SYSTEM

Abrindo o sistema, você digita quanto quer ter em cada classe de investimento e clica em salvar. No exemplo, colocamos 30% em ações, 30% em FIIs e 40% em Renda fixa.

Inserindo os ativos

Clicando em qualquer uma das abas, você pode inserir os ativos que deseja investir, ou que já tem. Depois é só clicar em salvar.

Terminando de cadastrar todas empresas que deseja ser sócio, você pode colocar um objetivo em cada uma ou distribuir igualmente clicando no ícone:

O processo é o mesmo para outros ativos como FIIs e Renda Fixa.

Depois de cadastrar seus objetivos é só olhar o BS uma vez por mês para ver onde deverá aportar seguindo seu próprio plano:

GERENCIANDO SEU PATRIMÔNIO

  • Coloque todos seus investimentos no Bastter System, mesmo os que ainda não tem, mas planeja ter.
  • Estabeleça objetivos percentuais.
  • Uma vez por mês pegue todo o dinheiro novo (inclusive dividendos) e compre um ativo, no máximo dois, que o Bastter System mandar. (Se o Bastter System mandar comprar mais de um ativo, ou vários, compre qualquer um, tanto faz).
  • Coloque de quarentena o que considera que não tem mais valor. Só saia se após um bom tempo de análise considerar realmente que não tem valor, ainda assim saia devagar em partes, e acrescente o dinheiro da venda a compra mensal.
  • Reavalie seus ativos e os objetivos percentuais anualmente, de preferência em abril, após os balanços anuais das empresas.
  • A classe de ativos mais para trás em relação ao objetivo e que deve receber novos aportes aparece em vermelho e dentro dela o ativo que deve receber aportes também fica em vermelho. Na aba “Onde Aportar” também é exibido qual classe e ativo deve receber novos aportes:

No exemplo, ao abrir o BS neste mês, o investidor aportaria no Tesouro Direto. Monte seu Portfólio e administre seu patrimônio no Bastter System. Acima apenas demos uma introdução, mas há muito mais ferramentas a disposição. Para os iniciantes tem o FAQ e a ferramenta Passo a Passo para aprender a utilizar. Todos podem usar o Bastter System, mas os assinantes têm controle de Imposto de Renda, Proventos, além de muitas outras possibilidade.

O QUE ENRIQUECE É O TRABALHO

Toda a base do enriquecimento vem do seu trabalho e da renda que ele produz, logo é onde deve estar o foco principal.

Claro que para tudo existem exceções, mas exceção é o exemplo do burro. Fulano ficou rico na loteria, e daí? Não muda nada que dentre as coisas que você tem domínio, só o que enriquece é o trabalho e a aplicação da renda proveniente dele em ativos de valor.

O tamanho do aporte é fator fundamental no enriquecimento e está sob seu domínio trabalhar mais e melhor para poder aportar mais, sem ficar doido, e deixar de viver a vida.

Ficar em casa em frente do monitor fazendo dinheiro no mercado financeiro para pagar as contas é apenas uma ilusão que sempre dá certo por um período, mas no final destrói famílias, pois isso acaba sendo um vício como qualquer outro.

Devemos investir de forma simples e bastante diversificado nos ativos básicos (ações, FIIs, Imóveis, Renda Fixa) para que possamos nos dedicar a nossa formação e ao trabalho que é justamente o que pode nos enriquecer.

Importante ter a cabeça aberta para as mudanças e perceber que ter somente um emprego, público ou privado, tanto faz, é uma situação cada vez mais insegura e cada vez mais difícil de prover o suficiente para acumular patrimônio e chegar a tranquilidade financeira.

Crie uma atividade secundária. Comece devagar, sem se endividar, e vá aprendendo e crescendo. Faça melhor que os outros, seja especial, atenda os clientes como ninguém atende. Só estes vão sobreviver. E produza, sirva ou venda algo essencial, mesmo que para um nicho.

Algo relacionado a trabalho e que não devemos mais nos iludir é aposentadoria. Funcionou por um tempo, mas é coisa do passado. Monte você mesmo sua aposentadoria, não conte com nada. O que vier é lucro e dentro desse pensamento, pague sempre o mínimo possível dentro da lei.

Todo dinheiro só é seu se você tiver acesso e puder usar quando quiser. Dinheiro na mão dos outros sejam fundos de pensão, governos, bancos, previdência, não é seu, não conte com ele. Há casos e mais casos toda hora de aposentados que estão ficando sem nada, portanto a regra é clara:

1. Pague o mínimo dentro da lei (sobra mais para aportar). 2. Não conte com nada (assim não se ilude e se esforça em buscar a Tranquilidade Financeira). Conheça a Área de criação, trabalho e empreendimento da Bastter.com: #VAILAEFAZ! Inclusive com Workstations para que pessoas se conectem, criem e trabalhem juntas.



QUIZ BASTTER.COM

Associe que termos são relacionados a filosofia Bastter.com e quais são à Sardinhada:

SAÚDE E ESPORTES

Não existe saúde sem esportes e de nada adianta dinheiro sem saúde. Esportes vão também te ajudar no trabalho e na parte financeira, pois vai se tonar uma pessoa mais disciplinada e mais forte.

Para praticar esportes você não tem de ser o melhor, profissional, nada disso, só tem de estar disposto a dar o melhor de si. Este desejo de dar o melhor de si, de se esforçar realmente que vai te moldando não só em um atleta melhor, com mais saúde, mas em uma pessoa melhor em todos os sentidos.

O esporte é uma ferramenta transformadora na sua vida. Vai te afastar não só de comida porcaria, drogas, cigarro, álcool em excesso, mas também te ajudar a crescer nas outras áreas da vida, especialmente no trabalho.

Ideal praticar esportes visando algum tipo de competição. Não precisa necessariamente começar por aí, mas que seja o objetivo chegar lá. Qualquer um pode praticar, qualquer um pode participar, qualquer um pode dar o melhor de si. Não tem a ver com os outros, vença as suas fraquezas. O seu corpo é muito mais poderoso do que imagina se der a ele a chance de se desenvolver.

Além do mais o esporte promove a socialização, podendo ser praticado em grupos. Mesmo esportes individuais como ciclismo e corrida, pode-se juntar em grupos ou assessorias.

E lembre-se esporte dói, mas a falta de esporte mata. Aceite que vai doer, cansar, suar. Faz parte e é o que vai levar a evolução no esporte. Claro que com bom senso...

Conheça a Área de Saúde e Esportes da Bastter.com. Os assinantes podem pedir Orientação para esportes e com nosso consultor. Garanto que frequentando você vai se animar e vai sair por aí como um atleta!

QUIZ BASTTER.COM

Você pratica algum esporte regularmente?

De nada adianta tudo que foi colocado nesse livro sem a #PAS. A #PAS é um estado de espirito de Tranquilidade Financeira, Saúde e Paz. Uma das principais atribuições do dinheiro é comprar paz.

Não se poupa e investe para ter dinheiro, mas para ter paz. O dinheiro compra paz. É u conceito fundamental para viver bem. Tudo que o dinheiro paga é barato. O objetivo final não é dinheiro, mas paz. Deve-se abandonar economias idiotas, de 13 reais, que tomam mais tempo e trazem stress. Deve-se buscar o bom atendimento e o conforto e não o mais barato. Para isso que trabalhamos e poupamos. Anotar bala Juquinha em planilha é doença, TOC, que não enriquece ninguém, só deixa maluco. Ficar na fila do posto, ir no supermercado no outro lado da cidade, ser mal atendido, tudo em troca de economias pequenas, atitudes de manada.

Foque no seu desenvolvimento e no seu trabalho para poder ir aportando mais. Isso que enriquece e não muquiranagem e viver mal. Não estou dizendo para desperdiçar dinheiro, mas para poupar tempo. Comprar tempo e paz com o dinheiro o que vai permitir trabalhar mais e melhor, poupar mais e aproveitar mais a vida.

Só se emocione com quem vale a pena, as pessoas muito próximas. Cuide do seu e dos seus, respeite o próximo, ajude quem for possível ajudar e o resto que se dane. Países são linhas imaginárias para te explorar. Governo e políticos, estão lá só para te tungar, todos eles. Não se emocione, não perca tempo de vida com brigas idiotas sobre pessoas que não dão a mínima para você como políticos, jogadores de futebol, etc.

Não ser reativo é fundamental para ter paz. É algo que tem de ser treinado e leva tempo para desenvolver, mas fundamental. Brigar com gente desconhecida na rua por causa de besteiras como carros, é total loucura e tira totalmente a paz. Não reaja, siga a vida, gaste emoção só com quem vale a pena.

Enfim, compreenda que o dinheiro é um meio para ter paz e vida melhor e não o fim em si. E quando se poupa é para se beneficiar do que poupou e não acumular só por acumular. Guarde suas emoções só para quem realmente merece e busque sempre a paz, não rolos. Fuja dos rolos...

Se inicie no mundo

pelo Roteiro de Iniciantes, esta mesma página. Aberto para todos estudarem e darem seus primeiros passos.

Saúde e Paz a todos,

Bastter

Links Úteis:

Siga nas redes sociais



QUIZ BASTTER.COM

Última questão do curso. não venha sardinhar agora! Valendo certificado de ex-sardinha, complete os 10 mandamentos do Pequeno Manual Bastter.com:

1. Patrimônio não se , patrimônio se .
2. O que enriquece é focar no seu que é o que produz renda para investir.
3. As bases dos investimentos são Aporte, Tempo, Diversificação e .
4. muito de uma vez é a ilusão que faz girar e sustentar o sistema com taxas, corretagens, impostos, etc.
5. O enriquecimento só acontece de forma , tediosa e progressiva. Rápido só se fica pobre. Rápido só se fica pobre.
6. Dinheiro é para comprar .
7. Família e são mais importantes do que .
8. Exceção é o exemplo do .
9. faça dívidas.
10. da manada.

Tutoriais

Este tutorial foi feito para ajudar os iniciantes a se tornar sócio das empresas de valor que escolheram para  a carteira, e o processo é o mesmo para os FIIs.

Antes de começar, é necessário ter cadastro em uma corretora. A maioria das grandes corretoras oferecem o produto “Home Broker” semelhante ao que será usado de exemplo aqui.




É possível escolher uma corretora que ofereça vantagens aos assinantes Blue:

https://www.bastter.com/mercado/loja/assinaturas.aspx

Após cadastrar em uma corretora, você precisará responder a um questionário sobre seu perfil de investidor. Este questionário é obrigatório pela CVM e serve para habilitar ou desabilitar operações no sistema da corretora conforme seus objetivos. Responda com base no que deseja fazer, e neste caso, operar no mercado à vista. Em geral, o perfil será classificado como “Moderado”.

Enviando Dinheiro

A próxima etapa para começar é enviar dinheiro de sua conta corrente para a conta da corretora. Em algumas corretoras, isso está disponível em algum lugar do site com o título de “Enviar Dinheiro” ou “Aviso de depósito”. Dentro desta página estão as informações da conta para a qual você deverá enviar DOC/TED

Atenção: Não são aceitos depósitos, apenas DOC/TED da conta de origem do investidor cadastrado.

Após fazer a transferência e avisar o depósito do dinheiro, este entrará em seu saldo. O tempo de espera é de:

- Mesmo dia (entre minutos a algumas horas) para TED

- Dia seguinte para DOC

 

Comprando uma ação

Para comprar uma ação, precisamos saber a qual preço está sendo negociada. Francamente, este é o único momento em que o holder precisa saber o preço da empresa.

Ao comprar as ações, a bolsa brasileira possui 2 sistemas de negociação. Para os FIIs, não existe esse esquema, sendo que todo FII é negociado de 1 em 1 unidade.

Lotes: as ações são negociadas em lotes de 100, você paga um preço unitário x 100 = 1 lote.

Para comprar, basta colocar o código da ação da empresa de 4 letras e 1 número (Ex: ABEV3, EGIE3).

 


Fracionário: são negociadas ações unitárias. Você pode comprar entre 1 e 99 ações por vez.

Para comprar no fracionário, algumas corretoras pedem que digite o código da ação da empresa acrescidade e um “F” no fim. Ex: ABEV3F. Em outras, ao digitar o código da ação e uma quantidade abaixo de 100, automaticamente compra-se no fracionário.

É importante ressaltar que em ambos os casos, as ações das empresas são exatamente as mesmas. Se você comprar 47 ações no fracionário e em outro aporte comprar 53, poderá vendê-las como um lote de 100. Não tem diferença alguma entre elas.

Caso você vá comprar um número quebrado de ações, como 153, algumas corretoras podem cobrar duas corretagens: uma para o lote padrão, e outra para o fracionário. Informe-se com a sua corretora sobre esses custos. 

 


É normal existir uma pequena diferença de preços entre o lote e o fracionário, tanto para cima como para baixo. No caso dos prints, vemos que a ação no lote padrão está sendo comprada a R$20,77 e no fracionário a R$20,76. Se a empresa tiver liquidez suficiente, esta diferença (spread) nunca será muito grande, e não vai fazer a menor diferença no longo prazo.

 

Para ver a liquidez das ações, acesse a aba “Liquidez” nos murais. Em geral, acima de 30 negócios por dia já é uma liquidez suficiente para negociar no fracionário. 

Nesta etapa, cada corretora vai ter um atalho ou nome diferente para se acessar o mercado. Algumas corretoras mostram os botões “Comprar ou Vender”, ou um “C” e “V” com cores diferentes. 

Clicando em comprar, os sistemas de home brokers geram uma tela chamada “boleta” onde você configura a ordem de compra:


Nesta tela devemos configurar o tipo de ordem (Veja o FAQ “Como lançar ordens no home broker?”), preço e validade.

Tipo de ordem: para o holder, utilizar a ordem à mercado ou limitada, com preço igual ou superior ao preço de VENDA no book de ofertas.

Preço:

SÓ COMPRE AÇÕES COM O DINHEIRO QUE VOCÊ POSSUA JÁ NA CORRETORA! Verifique sempre se enviou o dinheiro suficiente para comprar a quantidade de ações ou FIIs que deseja. 

Em algumas corretoras, há um saldo "de garantia" que permitem comprar sem ter o dinheiro, a chamada "alavancagem". Verifique sempre se não está usando este saldo, atualize a página, pois você deverá pagar pelo que comprar no dia e caso tenha usado a garantia, terá que vender algum investimento.

 

Neste caso, o melhor preço de venda era R$20,79, portanto lançamos uma ordem limitada a R$20,83. Na prática, você pagará o melhor valor até R$20,83. Colocamos alguns centavos acima, pois os preços podem variar instantâneamente e você terá que ajustar sua ordem novamente para poder comprar.  

Uma outra opção é colocar  a ordem com o preço atual e com uma validade de alguns dias.

Para o pequeno investidor pessoa física, os centavos a mais ou a  menos não fazem diferença. Mesmo que você conseguisse comprar no melhor preço do dia sempre que for aportar,  oque é humanamente impossível, não faria diferença.

Após acertar estes dados, dê ok e confira se a ordem foi lançada. Você pode acompanhar o status da sua ordem em algum lugar da corretora chamado “Ordens”.

Se você lançou com um preço acima dos preços de mercado e não houve oscilação, em alguns segundos você poderá consultar a carteira e ver as ações das empresas:

 

Nota: caso as ações e FIIs não apareçam imediatamente, aguarde 3 dias úteis e consulte o CEI:

https://cei.b3.com.br/CEI_Responsivo/

 

Elaborado por Giovanni

Colaboração: Fernando Mizobuti, jbrunswick, Sazón e NicoBR

Iniciando os investimentos: Como comprar no Tesouro Direto

Para começar a investir nos títulos públicos do Tesouro Direto, é necessário a abertura de conta em uma corretora.

Após abrir sua conta em uma corretora, é possível seguir as informações do passo a passo do site do Tesouro Direto:

http://www.tesouro.gov.br/tesouro-direto-passo-a-passo

Atenção para os seguintes passos:

“Entre em contato com a instituição financeira escolhida e solicite seu cadastramento. Você deverá fornecer a documentação necessária para que essa instituição abra uma conta em seu nome para operar com o Tesouro Direto.

A partir disso, você receberá uma senha provisória da BM&FBovespa para o primeiro acesso à área restrita do Tesouro Direto, em que são realizadas as operações de compra e venda, assim como consultas a saldos e extratos”

Este cadastro normalmente é feito online. Consulte as opções na sua corretora.

Importante: Antes de começar a investir você deve enviar dinheiro para sua corretora. Não faça investimentos no Tesouro Direto sem ter enviado o dinheiro que deseja investir antes. Após ter o dinheiro na conta corrente da corretora, prossiga com o tutorial abaixo.

Agora vamos ao ambiente do investidor no portal do Tesouro Direto: 

https://tesourodireto.bmfbovespa.com.br/PortalInvestidor/login.aspx

 Acessando o portal, vemos a seguinte tela:

 Clique em Investir e Resgatar:

 

Na próxima tela, você pode escolher Investir ou Agendar um investimento. Após escolher, você deve selecionar a sua corretora:

 

Nesta tela, vemos os investimentos disponíveis:

Para comprar um título, basta digitar o valor que deseja comprar, em múltiplos de 1% do valor do título.

Como assim? Simples:

No quadro temos o Tesouro IPCA+ 2045 e na coluna preço unitário, vemos o valor de R$ 752,60. Podemos comprar:

1%: 752,60 * 0,01 = R$ 7,526

5%: 752,60 *0,05 = R$ 37,63

10%: 752,60 *0,1 = R$ 75,26

E por aí vai... 

Lembrando que a primeira compra não seria permitida, pois o valor mínimo de investimento no TD é de R$ 30.

 Portanto neste caso se o investidor deseja investir R$80, o valor mais próximo seria 5% do título, ou seja R$ 75,26. Mesmo digitando o valor de R$ 80, o tesouro arredondará a operação após a liquidação para R$ 75,26. 

A próxima tela é a confirmação do investimento:

 Como este tutorial foi feito em um horário em que o mercado de negociação está fechado, não sabemos a qual valor exato o título será comprado. Porém na abertura de mercado, os títulos serão comprados com o valor mais próximo possível ao que você selecionou e sempre até o limite financeiro inserido. 

Caso deseje cancelar a ordem, é possível fazer indo na Consulta de Agendamentos:

 

Clicando no símbolo de editar, é possível cancelar o agendamento na próxima tela:

Depois, consulte novamente os agendamentos ou protocolos para verificar se foi cancelado:

Depois de agendado ou efetuado, seu investimento será processado no próximo dia útil pela corretora, que fará o repasse do dinheiro ao Tesouro Nacional. E em até 3 dias úteis, o investimento comprado irá aparecer na sua carteira. 

Você também irá receber no email cadastrado os avisos referentes as movimentações.

Na abertura do mercado, há a confirmação da efetuação do investimento:

E normalmente no dia seguinte os títulos já aparecem na sua posição

 

Importante: Para evitar problemas é recomendado utilizar o sistema do próprio tesouro direto para compra dos títulos.

 

Vejo muita confusão em cima disso que é uma coisa extremamente simples

Acionista minoritario no fim das contas só pode e so ganha duas coisas:

Crescimento e/ou Dividendos

E isso leva a outra confusão que é buscar estas coisas quando na verdade elas são consequencia

Então o que voce deve buscar:

- Empresas que lucram e geram caixa eficientemente

- Empresas que controlam caixa e divida adequadamente

- Empresas que tem boa gestão e boa Governança

E tendo tudo isso, so interessa se tem ON com boa liquidez, de preferencia se tiver so ON melhor ainda

As empresas que tem os dados acima vão produzir dinheiro de forma eficiente e esta dinheiro vai sobrar

Se o dinheiro sobrar e a empresa tiver boa gestão ela vai:

- Investir nela mesmo = crescimento

- Comprar outras empresas = crescimento

- Pagar Dividas = crescimento e/ou dividendos

- Recomprar açoes = crescimento e/ou dividendos

- Distribuir os lucros = dividendos

Então é bem simples

1 - Ver se a empresa é boa (os tres itens acima)

2 - Ver se a empresa retorna ao acionista = Crescimento e/ou dividendos mas se 1 é verdade, 2 é verdade

Simples pessoal, parem de complicar

Manual: Sócio

Dúvidas

Tire suas dúvidas com os consultores de cada área do site:

Ações FIIs Investimentos no Exterior Renda Fixa Imposto de Renda Saúde & Esportes
As respostas para as dúvidas mais frequentes estão aqui no Super FAQ!
As respostas para as dúvidas mais frequentes sobre o Bastter System estão aqui no Bastter System > FAQ!

Atalhos

São mais de 2.000 videos, chats, análises e podcasts disponíveis na seção Bastter Blue > Galeria.
Clique aqui e escolha o melhor plano para você e tenha acesso total ao conteúdo Bastter.com!